Não ameis o mundo

“Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre. ” (1 João 2:15-17)

  1. Porque não devemos amar o Mundo?

      Porque: “Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele”. E com isso, não recebemos resposta em nossas orações devido esse amor ao mundo que nos torna inimigos de Deus, e quem ama o mundo pede por motivações erradas (Tg 4.3-4).

Não devemos amar o mundo: “Porque nós pertencemos ao Senhor e o mundo jaz no maligno” (1ª João 5:19); e a bíblia aconselha: “Não vos conformeis com este mundo; mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento” (Rm 12:2). Não amamos o mundo “para que, no tempo que vos resta na carne, não vivais mais segundo as concupiscências dos homens, mas segundo a vontade de Deus” (1 Pedro 4:2); Portanto,” como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver; porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo” (1 Pedro 1:15,16);

  1. Conceituação de Mundo

        Na bíblia a palavra traduzida como mundo é a grega Kósmos. A despeito das várias possibilidades de tradução, vou apresentar as três principais, para então decidirmos qual interpretação daremos para o mundo que o apóstolo está se referindo. Perguntar pelo conceito de mundo se torna elementar, importantíssimo e que espero ao obter a resposta, iluminar e corrigir toda distorção e alienação do movimento evangélico.

        2.1      Mundo como os céus e a terra.

A primeira possibilidade de tradução de palavra Kósmos é entendermos mundo como referência a criação, o universo, o planeta terra, o mundo visível e palpável.

Se assim aceitarmos essa tradução como sendo a referência do apostolo que diz não ameis o mundo, o que ele está dizendo é não ameis a criação, o universo, a orbita terrestre, as coisas visíveis.     Surge então vários conflitos: Como não amar o mundo se os céus e a terra declaram a glória de Deus (Sl 19:1)? De tal forma que pelas coisas visíveis é que vem o reconhecimento de Deus e ainda se torna critério para torna os homens serem indesculpáveis (Rm1)? Como não amar o mundo se do Senhor é a terra e sua plenitude o mundo e aqueles que neles habitam (Sl 24:1; Dt 10:14; 1º Co 10:26)? Veja que a bíblia afirma que os céus, os céus dos céus a terra e tudo que nela há, pertence ao Senhor (Dt10:14).  Será que Deus não quer que amemos aquilo que pertence e glorifica o nome Dele? Logo penso que não seria essa a melhor definição para o que apóstolo chama de mundo.

2.2    Mundo como a sociedade humana

A segunda possibilidade é entendermos Kósmos no grego e mundo no português como referência ao ser humano. Então a palavra Kósmos pode significar a humanidade que habita o mundo. Aceitando essa definição aumenta ainda mais os conflitos com o resto da bíblia. Pois ela a firma que: “…Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16); e claro que todos concordam que nesta passagem o amor de Deus está fazendo alusão ao ser humano. Como podemos compreender que Deus ama o ser humano, mas não quer que amemos? Se jesus sempre exigiu amor ao próximo? Como podemos falar para alguém Jesus te ama, mas eu não posso te amar, porque você é do mundo e o amor de Deus não estar em você?

Olhando para Jesus de forma alguma enxergamos um ascético, alguém se afastava das pessoas com desculpas de santidade. Ele foi chamado de amigos de pecadores e de beberrão. “Veio filho do homem, comendo e bebendo e dizem: Eis aí um homem comilão e beberrão, amigo de cobradores de impostos e pecadores. Mas a sabedoria é justificada por suas ações” (Mt 11:19); ele escandalizava por sua aproximação aos pecadores “E chegavam-se a ele todos os publicanos e pecadores para o ouvir; E os fariseus e os escribas murmuravam, dizendo: Este recebe pecadores, e come com eles” (Lucas 15:1,2).

        2.3      Mundo como sistema dominado por satanás

         A terceira possiblidade e provavelmente a mais coerente é entendermos mundo como sistema que totaliza a iniquidade. Ou seja, um conjunto de elementos diferentes que unidos totalizam um sistema que jaz no maligno. Por exemplo existe o mundo do futebol que é um aglomerado de elementos diferentes que reunidos formam esse sistema chamado mundo do futebol e assim é o mundo político, mundo dos artistas, mundo das drogas, mundo dos negócios. Então se aceitarmos essa teoria, o mundo que o apóstolo está se referindo é o sistema dominado por satanás.

Sabendo que Jesus teve como tema prevalente o reino de Deus, mundo é o conjunto de elementos contrário a vontade de Deus. Do mundo é tudo aquilo que Jesus denunciou, e pertencente ao reino de Deus é tudo aquilo que Jesus ensinou como sendo o caminho do bem-aventurado.

         2.4    Definição Gospel de Mundo

Além das três possibilidades de entendermos mundo a saber: Como a criação, a sociedade humana e ou sistema, o movimento evangélico criou seu próprio entendimento de mundo. E é esse entendimento que prevalece no imaginário e como critério de avaliação na vida dos crentes. De alguma forma a igreja em sua história criou e institucionalizou um sistema religioso que funciona como arca de Noé quem tiver dentro será salvo quem não tiver já está perdido. Então esse sistema se transformou numa ilha sagrada onde os crentes fogem do mundo e nela se refugiam. E nessa ilha refúgio chamado Igreja ainda com a melhor das intenções, fica estabelecido que o que for produzido dentro deste sistema religioso é de Deus e o que for produzido fora deste sistema chamado Igreja, é do mundo e consequentemente do diabo. Então para a Igreja Mundo é tudo aquilo que não está dentro do pacote gospel, dentro do sistema religioso.

As consequências dessa alienação são as mais trágicas e diabólicas possíveis. Porque se tivermos coragem de compararmos o ensino de Jesus com quase tudo com o que a igreja ensina e estabelece, precisaremos decidir se vamos aceitar a jesus e nascer de novo para o Reino de Deus ou se vamos nos manter alienados dentro desse pacotão gospel dentro desse sistema religioso. Se você insistir em aceitar que mundo é tudo aquilo que não está sendo produzido pela igreja ou pelo sistema religioso terá muitas dificuldades de aceitar as palavras do mestre como por exemplo: “E, interrogado pelos fariseus sobre quando havia de vir o reino de Deus, respondeu-lhes e disse: O reino de Deus não vem com aparência exterior” (Lucas 17:20,21,23; Mt). “E então, se alguém vos disser: Eis aqui o Cristo; ou: Ei-lo ali; não acrediteis. Porque se levantarão falsos cristos, e falsos profetas, e farão sinais e prodígios, para enganarem, se for possível, até os escolhidos. Mas vós vedeis; eis que de antemão vos tenho dito tudo. ” (Marcos 13:21-23; Mt 24:23).

Gente pelo amor de Deus, se o próprio Cristo nosso mestre está avisando que o reino de Deus não será reconhecido na fisicalidade, geograficamente, se ele afirma que não terá aparência visível. Como podemos estabelecer fronteiras para o Reino de Deus? Temos que ter coragem de admitir e enxergar Deus pra fora da caixinha, Jesus enxergou amor no samaritano, fé na canaanita, no centurião. A bíblia diz que: “Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação”. (Tiago 1:17). Portanto, não podemos aceitar essa polarização que afirma que o que está dentro do pacote religioso é de Deus e o que ta fora da caixinha gospel é do mundo, pelo fato de ir contra os últimos avisos e ensino do mestre. A igreja com essa postura bipolar cega, resseca e mata a obra de Deus além de cair em contradições desnecessária ridicularizando sua caminhada. Darei aqui alguns exemplos bobos, mas que demonstram essa fragilidade de discernimento. Sou de uma geração que Rock era do diabo, bateria era do diabo, bermuda era do diabo, jogar futebol era do diabo. Hoje a maioria das músicas seguem o estilo rock, até as igrejas mais pentecostais faz questão de ter uma bateria, e hoje temos atletas de cristo.  O ridículo é que na ânsia de proteger e manter o sistema a igreja lava aquilo que ela não pode evitar. Se querem dançar chama o baile de baile gospel, pagode gospel, rock gospel atleta de cristo, partido evangélico. A igreja bipolariza a vida, os crentes são esquizofrênicos uma música que convoca ao amor como do Renato russo que diz é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã ela vai abominar porque a produção aconteceu fora da caixinha. Mas uma porcaria como sabor de mel, vem lutar em Jericó, quem quer a arca traz sacrifico catam choram se emocionam qual o critério? Essas porcarias são de Deus porque a produção aconteceu dentro do sistema e está lavado com o nome gospel. A tragédia estar estabelecida porque o diabo conseguiu cegar os crentes mais sinceros com essa ideia. E roubou a capacidade de discernir de fato o que é do reino e o que é do mundo. Porque o critério na cabeça dos crentes é essa bipolaridade, o que é da Igreja instituição x Mundo. Sendo que o correto é o que é do Reino de Deus e o que é do reino de Satanás, mundo como sistema que totaliza a iniquidade. Então querendo ou não dentro do sistema religioso tem muitas coisas de Deus, mas também do diabo, no mesmo terreno que Deus planta o trigo vem o inimigo e planta o joio e vice-versa. vejam que é no mesmo terreno(Mt 13:25). Então a questão não é o terreno, a geografia, a fisicalidade, a fronteira institucional, mas discernir os espíritos. Pois o reino não terá aparência visível (Lc 17:20).   Concordando que o mundo a qual o apóstolo se refere vai pra além da criação, da sociedade humana, da fronteira religiosa, e trata-se do sistema dominado por satanás, precisamos compreender e não ignorar as astutas ciladas de satanás (2Co 2:11) e discernirmos qual mundo vemos odiar.

 3.   O mundo que devemos odiar

O apóstolo após ordenar para não amarmos o mundo, afirma que, quem ama o mundo o amor do pai não está nele. Em seguida ele aponta, descreve os elementos fundamentais da configuração deste mundo. Estes elementos não são achados geograficamente, você não vai discernir corretamente se ficar bipolarizado, bitolado numa visão de que tudo que é dentro do pacote religioso é de Deus e tudo que não está dentro do sistema religioso é do mundo. Pois esses elementos habitam não fora, mas dentro de cada um de nós. Eles são fincados, enraizados como cardos e abrolhos dentro do seu coração que se você não aborrecer, não rejeitar, não romper eles vão transfigurando todo o seu ser. E você se torna uma anomalia, um ser estranho a você mesmo.  O mundo como sistema dominado por satanás habita o seu coração e quem anda segundo o curso deste mundo anda conforme esses três elementos. A concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida. (1º João 2:16).

3.1       A concupiscência da Carne – O mundo da concupiscência da carne tem sua sede está instalada no coração do ser humano. Esse mundo habita em mim e é o mundo dos desejos, das pulsões desenfreadas, dos vícios. O mundo que não posso amar é aquele que está dentro de nós contra o amor de Deus. Sua vida é orientada segundo os valores e orientações do Reino de Deus ou segundo o curso deste mundo que te habita? Você está na carne ou no espirito? Quais são os frutos que emanam e brotam dentro de você? (Gálatas 5.15-16). “Porque do coração procedem maus desígnios, homicídios, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos, blasfêmias. São estas as coisas que contaminam o homem; mas o comer sem lavar as mãos não o contamina.” (Mt 15.19-20)

 3.2       Concupiscência dos olhos – Jesus diz olhai para os lírios do campo e confia no amor providencial de Deus (Mt 6:28-29), mas o que gera a teologia da prosperidade com unção de Salomão?  “A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz; Se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas!” (Mateus 6:22,23).

 3.3       E a soberba da vida – Jesus disse: Quem quiser ser o primeiro seja vosso servo” (Mt 20:27); também disse: não busque os primeiros Lugares” (Lc 14); “Negue a si mesmo e carregue sua cruz e siga-me” (Mt 16:24); “O maior dentre vós será vosso servo. E o que a si mesmo se exaltar será humilhado; e o que a si mesmo se humilhar será exaltado”. (Mateus 23:11,12). O Apóstolo Paulo exorta: “De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome;”  (Filipenses 2:5-9).

Conclusão

       Portanto podemos concluir dizendo que o mundo que devemos odiar não tem nada haver com a criação, pois os céus e a terra proclamam a gloria de Deus (Sl19); muito menos se refere as pessoas por que Deus amou a mundo (pessoas) de tal maneira que deu seu filho unigênito… (Jo 3:16). Mas o mundo que devemos odiar é o sistema dominado por satanás e este mundo é configurado pela união de vários elementos que totalizam a iniquidade no coração humano, a saber: A concupiscência da carne, dos olhos e a soberba da vida. É necessário entender que é impossível dividir visivelmente pelas aparências, geograficamente o que é mundo e o que é Reino de Deus (Luc 17). Por isso há mundo dentro das fronteiras institucionais e existe graça e reino de Deus fora das paredes institucionais. Pois, “toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação”. (Tiago 1:17).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s